Dia Nacional de Prevenção à Surdez: quais são os cuidados para uma boa saúde auditiva?

Dia Nacional de Prevenção à Surdez: quais são os cuidados para uma boa saúde auditiva?

O Dia Nacional de Prevenção à Surdez é celebrado todo ano, em 10 de novembro. A data foi instituída pela Portaria de consolidação do Ministério da Saúde nº. 1/2017, artigo 527, como forma de luta e que tem como objetivo educar e conscientizar as pessoas sobre a saúde auditiva.

Mas antes de falarmos sobre os cuidados que se deve ter com audição, você conhece o cenário da surdez e deficiência auditiva no Brasil?

 

Dados atuais sobre a surdez e projeções para o futuro

Um estudo realizado pelo Instituto Locomotiva e a Semana da Acessibilidade Surda mostrou que atualmente existem cerca de 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva no país. Desse número, 2,3 milhões possuem deficiência severa/surdez, sendo 54% homens e 46% mulheres. 

Esse número vem crescendo e isso se deve, em parte, ao processo de envelhecimento. Com a expectativa de vida dos brasileiros cada vez maior, que hoje ultrapassa 75 anos e deve superar 81 anos em 2050, a estimativa é de que 2,5 bilhões de pessoas podem desenvolver surdez nos próximos 30 anos em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar da incidência aumentar com a idade, grande parte desse público convive com a deficiência auditiva desde jovem. 9% das pessoas nasceram com essa condição e 91% adquiriram ao longo da vida, sendo que metade foi antes dos 50 anos e um terço desenvolveu a deficiência antes dos 34 anos.

Entendendo os números atuais e as projeções para o futuro, o que pode ser feito para prevenir ou retardar problemas auditivos? 

Segundo a página Viver Bem da Unimed, parceira da Hand Talk que possui seu site acessível em Libras com o nosso plugin, acredita-se que metade de todos os casos de perda auditiva possam ser evitados. A exposição segura aos estímulos sonoros depende da intensidade, volume, duração e frequência deles. 

Um nível considerado prejudicial pela Organização Mundial da Saúde, por exemplo, é quando uma pessoa fica sujeita a sons com mais de 85 decibéis (dB) durante oito horas por dia. Esse nível de 85 dB equivale, aproximadamente, ao barulho gerado quando grande parte dos alunos estão em uma sala de aula e fala ao mesmo tempo ou ainda aos ruídos de um trânsito intenso

O contato com som alto pode levar à perda auditiva temporária ou gerar sensação de zumbido nos ouvidos. Se a exposição ocorrer frequentemente ou de forma prolongada, as células sensoriais podem danificar permanentemente, causando perda auditiva irreversível. O que a princípio pode parecer inofensivo pode provocar danos que durarão para sempre. 

 

Como cuidar da saúde auditiva

Além de conhecer os fatores prejudiciais à nossa saúde auditiva, é importante ter conhecimento do que pode ser feito para continuarmos nos divertindo e cuidando bem da nossa audição e mantendo uma boa qualidade de vida. Algumas dessas ações são:

  • Usar fones de ouvido e aparelhos de som com volume abaixo da metade da capacidade;
  • Não colocar um som tão alto que não permita que você ouça o que passa em sua volta, pode prejudicar não só sua audição, mas também sua atenção sobre os acontecimentos em torno de você;
  • Não dormir ouvindo música com fones de ouvido;
  • Contar com protetores auriculares caso seja necessária a exposição por mais de oito horas de ruídos acima de 85 decibéis;
  • Quando estiver em festas e shows não fique perto das caixas de som;
  • Procure locais calmos e silenciosos e priorize ficar em lugares assim o máximo de tempo possível, usando como forma de descanso para seus ouvidos;
  • Consulte o médico caso note sinais de perda auditiva como dificuldade para ouvir o que as pessoas estão falando, necessidade de aumentar muito o volume do som de aparelhos eletrônicos, como a televisão, ou zumbido persistente no ouvido;

 

Viu só? Existem diferentes maneiras de preservar a saúde auditiva. A conscientização sobre esses cuidados é fundamental não somente nessa data, Dia Nacional de Prevenção à Surdez, mas durante o ano todo. Cuide-se sempre!

Compartilhe esse post!


Rating: 5.0. From 3 votes.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *