Evento online, gratuito e com certificado reúne grandes marcas para discutir sobre o futuro da acessibilidade digital.

Evento online, gratuito e com certificado reúne grandes marcas para discutir sobre o futuro da acessibilidade digital.

Já em sua 4ª edição, o Link: festival digital de acessibilidade falará sobre o futuro da acessibilidade digital e promete conteúdo rico sobre diversidade e inclusão nos âmbitos de tecnologia, comunicação e marketing, gente e diversidade. O evento é online e acontece nos dias 09, 10, 11 e 12 de agosto.

 

Desde sua primeira edição, em 2018, o Link tem como propósito trazer à tona discussões importantes sobre o universo da diversidade e inclusão. Em sua primeira edição, o Link trouxe grandes nomes do mercado à sede do Google Campus Brasil para discutir sobre acessibilidade digital. “Na época, era novidade falar que os sites das empresas não eram acessíveis para pessoas com deficiência. Poucas se preocupavam. E era o nosso dever dar luz a essa temática tão urgente”, comenta Ronaldo Tenório, CEO da Hand Talk.

 

Cenário da acessibilidade digital no Brasil

Hoje, menos de 1% dos sites brasileiros é considerado acessível, mesmo com o levantamento do Censo 2010,  que informou que 24% da população brasileira possui algum tipo de deficiência (visual, auditiva, motora ou cognitiva). Barreiras como a ausência de leitores de tela, de tradutores de texto para Libras, e tantos outros, fazem com que a internet esteja praticamente offline para essa parcela da população. Mas vale ressaltar que a acessibilidade não só favorece pessoas com deficiência, mas proporciona benefícios para toda a população. É nesse cenário que surge o Link, com o objetivo de colaborar com um mundo mais justo e inclusivo, fomentando espaços de discussão sobre a acessibilidade digital nas organizações e em todo o planeta.

De 2018 pra cá muita coisa mudou, principalmente no último ano. Com a pandemia do novo coronavírus, muitas marcas começaram a olhar para dentro e entender a importância da diversidade e inclusão para não ficarem paradas no tempo. Por isso, em 2020, abrimos o leque de conteúdo e lançamos mais uma meta: ser o maior evento online de diversidade e inclusão digital do Brasil. Com louvor, fechamos o Link 2020 com mais de 20 mil visualizações, triplicando o que havíamos atingido em 2019.

 

Por que falar sobre o futuro da acessibilidade

Quando começamos a planejar o Link 2021, entramos em uma grande discussão: falar sobre diversidade e inclusão nas empresas já não era novidade. Profissionais de todas as áreas do conhecimento já estão colocando seu foco na pauta e se movimentando, porém poucos fazem o básico e aqueles que o fazem, desejam dar o próximo passo. Por isso, vimos que era hora de colocar nossos esforços no amanhã. 

 

A programação do Link 2021

Com o conceito de “Construir hoje um amanhã mais acessível”, o Link 2021 se desmembrou em 4 dias de evento, com diferentes trilhas de conteúdo para os profissionais de tecnologia, comunicação e marketing, gestão de pessoas, diversidade e inclusão, além de estudantes e entusiastas da causa.

 

Trilha Tecnologia: Uma nova forma de pensar as tecnologias do amanhã

Para iniciar os 4 dias de evento, a primeira trilha em 09 de agosto, trará a pauta de tecnologia para a mesa. O Link abrirá as cortinas às 15h para o keynote de Sam Sepah, Gerente de Produto e Acessibilidade no Google. Conhecido como um especialista na defesa dos direitos dos trabalhadores sub-representados, especialmente da população surda e com deficiência auditiva, Sam falará sobre o MediaPipe, plataforma de Inteligência Artificial para reconhecimento de sinais. 

Em seguida do keynote, teremos um painel com Beatriz Lonskis, UX Designer na ThoughtWorks, Malu Dini, Especialista de Acessibilidade no Itaú e Lívia Gabos, Accessibility Product Owner na Hand Talk, para falar sobre Carreiras em experiência do usuário para pessoas surdas. Às 16h50, receberemos Fernando Fernandes, também UX Designer na ThoughtWorks, que trará dicas sobre acessibilidade para jogos digitais. Ailton Felix, Cientista de Dados da Hand Talk, irá mostrar o que há por trás do Hugo e da Maya, falando sobre o funcionamento da nossa Inteligência Artificial para língua de sinais. Adriana Quintas, Líder de Recursos Humanos e D&I da General Motors, abrirá a discussão sobre tecnologias assistivas para a indústria automotiva. E no fechamento do dia, contaremos com Lia Carrari, Gerente de Produto, Pesquisa e Acessibilidade no Google, que falará sobre o que há de novo em acessibilidade nas ferramentas Google.

 

Trilha Comunicação e Marketing: Técnicas e tendências de mercado para uma comunicação sem barreiras

Conhece o Liliane canvas control? O plugin, que permite o controle da tela usando apenas o mouse, foi criado com o apoio e feedback de Liliane Claudie, Controller Accessibility na Accenture Interactive. Ela se apaixonou por design depois de passar por um erro médico que a deixou tetraplégica. Os recursos de tecnologia assistiva a permitem que use o computador e faça seu trabalho, o que a faz perceber inúmeras possibilidades para PCDs alcançarem independência pessoal e treinamento profissional usando a tecnologia. E é sobre isso que ela falará na abertura do segundo dia do evento, às 15h.

Seguido do keynote de Liliane, teremos um painel sobre o impacto da acessibilidade digital na busca orgânica com Erich Casagrande, Gerente de Marketing na SEMRush, Ewerton Silva, Head de SEO na RD Station e Taís Barboza, Gerente de de Marketing na Cia. da Consulta. O dia ainda contará com Jomar Oliveira, Gerente de Contas no Facebook, que falará sobre Acessibilidade no Facebook, e um painel sobre atendimento a pessoas com deficiência, com Thaís Ortega, Consultora de Acessibilidade da PingPlay, Marina Cabo, Relacionamento com o Cliente da Claro e Bruno Ramos, Coordenador de Inteligência de Clientes da Magalu.

 

Trilha Gente e Diversidade: Diversidade e inclusão além do cumprimento de metas na seleção de talentos

Talvez a trilha mais aguardada do evento, o dia 11 de agosto espera os profissionais de Recursos Humanos e Diversidade e Inclusão para discutir as melhores práticas de seleção e retenção de talentos.

Para primeira atividade da trilha, teremos um keynote com Bruno Mahfuz, fundador do Guiaderodas, abrindo o dia com uma discussão urgente sobre acessibilidade para todas as pessoas. Logo após, às 15h30 teremos um painel sobre a pessoa surda e o mercado de trabalho, compartilhando entre Alexandre Ohkawa, Community Manager na Hand Talk, Magno Prates, VP da Feneis, e Gabriel Couto, Coordenador da Coordenadoria Nacional de Jovens Surdos. 

Thaly Sanches, Diretor de Projetos e Parcerias no Todas as Letras, vem em seguida, com a temática “a jornada de uma pessoa trans ao usar produtos digitais”, falando sobre a preocupação de projetar soluções mais acessíveis e pesquisas mais inclusivas com o objetivo de entender esse público mais diverso. No fechamento, teremos Daniela Sagaz, Líder de Diversidade na Mondelez, encerrando o dia com dicas e boas práticas sobre diversidade e inclusão nas empresas.

 

Trilha Futuro: Os rumos da acessibilidade: tudo o que você precisa saber hoje sobre o futuro

O encerramento do Link 2021 fica a cargo da trilha Futuro, que tem objetivo de reunir todos os profissionais, entusiastas da causa e pessoas com deficiência para discutir sobre o que queremos para o amanhã.

Com tema de mesmo mote, a primeira atividade do último dia fica a cargo de Ronaldo Tenório, CEO da Hand Talk, e Thadeu Luz, Diretor de Inteligência Artificial da Hand Talk, para divulgarem os últimos lançamentos e novidades da organização, em prol de um amanhã mais inclusivo. A espera e ansiedade são grandes!

Em seguida da abertura, teremos um painel sobre ESG com grandes nomes do mercado financeiro e da sustentabilidade para adentrar a temática que está na pauta de todos os diretores de empresas. Compartilham a tela: Simone Freire, Rodrigo Mendes, Ronaldo Tenório e Juliana Kaiser. Após o painel, discutiremos sobre a inclusão de pessoas LGBTQIA+ com Gabriela Augusto, fundadora da Transcendemos

Às 17h35 falaremos sobre o futuro das relações de trabalho em um painel compartilhado com Tiago Mavichian, da Companhia de Estágios, Bianca Machado, Gerente Sênior da Catho, Billy Saga, D&I na Claro, e Fernanda Nicolau, Coordenadora de Operações Clínicas e Psicóloga Responsável da Vitalk. O fechamento do evento fica a cargo de Ricardo Wagner, Líder de Acessibilidade na Microsoft, que trará para a pauta o desenho de soluções para um futuro inclusivo.

 

O Link 2021 será ao vivo nos dias 09, 10, 11 e 12 de agosto e contará com todos os recursos de acessibilidade necessários como audiodescrição, Libras e legendas. Além disso, o evento será gratuito e concederá certificado de participação de até 14 horas para os inscritos. Os participantes também terão acesso às palestras gravadas ao final do evento. 

 

Não perca essa oportunidade e se inscreva em: linkfestival.me

 

Imagem retangular na horizontal de cor azul. O logo do Link festival digital de acessibilidade está à esquerda, junto as datas de realização do evento: 09 a 12 de agosto de 2021. Ao centro, a frase "o maior evento de acessibilidade digital do Brasil vem aí!". E à esquerda, o botão de "faça sua inscrição gratuita".

Compartilhe esse post!


Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *