Como tornar o seu site acessível para daltônicos

Como tornar o seu site acessível para daltônicos

O que é ser daltônico, afinal? De acordo com uma definição mais abrangente, daltonismo consiste em um distúrbio de visão que afeta a percepção das cores. Mas como, exatamente, essas pessoas enxergam? Dentre muitas variações, existem três que são mais comuns: a protanomalia, a deuteranomalia, e a tritanomalia. Esses distúrbios consistem na ausência de percepção do vermelho, do verde e do azul, respectivamente.

Assim, o daltonismo não é uma deficiência homogênea, e pensar a acessibilidade para essa população requer detalhes específicos. Dependendo da escolha de cores que você fizer para montar o seu layout, ou para destacar algumas informações do seu texto, o conteúdo pode ficar inacessível.

O recomendado pela cartilha de acessibilidade na web, quando trata-se dessa deficiência, é nunca transmitir informações somente por meio de cores. Nesse texto separamos algumas dicas que vão te ajudar a entender como fazer isso!

 

Coloque-se no lugar!

Algumas ferramentas podem simular a visão de uma pessoa com ausência de percepção das cores. No ColorBlind, basta digitar a sua URL e você terá uma noção prática de como um daltônico enxergaria o seu site. Lá existe a possibilidade, ainda, de selecionar os diferentes tipos de daltonismo – o que é ótimo para ter uma noção ainda mais completa.

Uma outra tecnologia presente no mercado é o aplicativo Chromatic Vision Simulator. Ele utiliza a câmera do celular para capturar o ambiente e faz simulações de como aquela imagem seria vista por pessoas daltônicas.

 

Atenção às imagens!

Muitas vezes, o conteúdo de uma imagem pode ser muito importante para a compreensão total da mensagem que está sendo transmitida. Por isso, na hora de fazer gráficos ou de vender produtos, algumas medidas precisam ser tomadas para que pessoas com daltonismo tenham acessibilidade.

No caso dos gráficos de setores, apenas diferenciar cada sessão pelas cores é insuficiente. Por isso, é recomendado que cada segmento venha com a descrição. Com relação à outros tipo de gráfico, como tabelas e diagramas, a dica é escolher as cores depois de utilizar os simuladores já citados acima.

Uma outra questão pela qual passam as pessoas com daltonismo está ligada à venda de produtos. Apenas olhar para uma foto não é o bastante na hora de tomar uma decisão de compra. Pensando em mudar isso, algumas empresas estão escrevendo quais as cores das mercadorias, para que assim fique possível fazer a distinção.

Exemplos tantos de gráficos, como de produtos com descrição de cor, você pode ver nesse link.

 

Imagem de fundo roxo, com o sinal de acessibilidade à esquerda. Ao lado direito da figura está escrito: o guia final de ferramentas de acessibilidade digital, baixe grátis.

 

Para construir um texto acessível

Apesar de as imagens serem a maior barreira na hora de construir um site acessível para daltônicosa formatação de um texto pode, muitas vezes, não funcionar para todas as pessoas. Em muitos casos, a fonte escolhida ou a maneira de destacar uma informação podem tornar o conteúdo confuso, já que não raro um daltônico não percebe a diferença entre uma cor e outra. Para solucionar esse problema, duas dicas muito simples podem ser bastante úteis:

  • Quando for destacar uma informação, não faça isso apenas por meio da mudança de cor, sublinhe a frase. Assim, uma pessoa com daltonismo consegue diferenciar as sentenças que estão destacadas daquelas que não estão.
  • Preste atenção no contraste entre o fundo da página e a fonte escolhida, pois isso pode em muitos casos dificultar a leitura. Uma ferramenta interessante para testar o contraste CheckMyColours, onde é possível ter uma análise do seu site, e em quais os pontos deve ser aperfeiçoado.

 

Viu só? Pensar acessibilidade para pessoas daltônicas não é tão difícil assim! Com essas dicas, o seu conteúdo pode se tornar acessível para uma parcela considerável da população, que antes estaria impossibilitada de consumi-lo.

Existem muitas outras tecnologias assistivas que podem te auxiliar na construção de um site acessível. A acessibilidade atinge públicos diversos e por isso, as ferramentas são muitas. Se você não sabe muito bem por onde começar, preparamos um Guia Final de Ferramentas de Acessibilidade. Lá, estão algumas das melhores tecnologias presentes no mercado, com explicações sobre a funcionalidade delas e muito mais. Confira!

Compartilhe esse post!


No votes yet.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *