Como fazer uma palestra acessível: dicas para atingir todos os públicos

Como fazer uma palestra acessível: dicas para atingir todos os públicos

Na hora de fazer uma apresentação, será que você está se comunicando com todas as pessoas que estão te assistindo? Imagine só, você está em um evento e não consegue entender nada do que o palestrante está falando por causa da microfonia. Ou não consegue enxergar o slide porque o projetor está com defeito. Não é nada legal, não é mesmo!? Muitas vezes, na hora de falar sobre um tema, criamos barreiras que impedem que várias pessoas possam nos entender. Você já parou para pensar em como as pessoas com deficiência auditiva ou visual acompanham suas palestras?

A acessibilidade deve estar em todos os lugares e momentos, inclusive durante as apresentações. Muito além da presença de intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e áudio descritores, que ajudam as pessoas surdas ou cegas a acompanharem os conteúdos, existem outras práticas que podem te ajudar a dialogar com seus mais diversos públicos.

Com as dicas que a gente separou não tem erro, sua apresentação vai atender a todos!

 

O que fazer em cima do palco

Antes de tudo, você também precisa estar acessível! Para isso, existem algumas atitudes que você pode ter para melhorar a experiência dos seus espectadores. Aqui vão algumas delas:

  1. Esteja visível. Escolha um lugar com uma boa iluminação, pois assim todos poderão te ver com mais clareza;
  1. Descreva-se ao iniciar a sua palestra, diga onde você está e faça uma breve descrição de si mesmo. Isso ajudará as pessoas cegas ou com baixa visão, dando a elas uma “imagem” de quem é você;
  1. Quando quiser mostrar algum dado, pense que nem todos podem estar captando a informação da mesma forma. Pessoas cegas, por exemplo, não estão enxergando o conteúdo do seu slide. Por isso, explique o que você quer mostrar. Guie as pessoas através da sua linha de raciocínio, isso facilita a compreensão de quem possuí algum tipo de deficiência cognitiva. Uma boa palestra consegue equilibrar esses aspectos sem perder o ritmo;
  1. Use palavras simples e explique sempre as siglas e termos técnicos que utilizar. Pode parecer óbvio para você, mas para os outros pode não ser;
  1. Preste atenção no seu ritmo de fala e faça uma pausa entre os tópicos. Isso permite que as pessoas com deficiência cognitiva tenham um tempo extra para processar a informação, além de ajudar os intérpretes de Libras na tradução simultânea do conteúdo.

 

Saiba como montar o seu conteúdo

Depois das dicas de comportamento, é hora de pensar no seu conteúdo! Ele também pode não estar acessível. Por isso, é preciso atenção, são pequenos detalhes que podem fazer toda a diferença! Dá uma olhada nessas dicas:

  1. Garanta que o conteúdo dos slides esteja em um bom tamanho para que possa ser visto pelas pessoas em todo o auditório.
  2. Não use apenas cores para destacar uma informação visual. Projetores podem ser traiçoeiros – o que fica bom no monitor do seu computador ou projetor pode não ficar em outros. Isso sem falar nas pessoas com daltonismo, que não conseguem ter a mesma percepção da informação. Você pode destacar as informações de outra formas, como por exemplo com o uso de ícones ou imagens, estilos de fontes diferentes, textos auxiliares e até mesmo utilizando proporções diferentes de um dado para o outro.
  1. Evite utilizar mais de um idioma no mesmo slide e poluí-lo com excesso de informação. Isso pode torná-lo confuso para a plateia. Lembre-se que nem todo mundo é fluente em várias línguas! Prepare o conteúdo no idioma da plateia!
  1. Coloque texto alternativo para as imagens, forneça transcrições de textos e legendas. Não se prenda a descrever o conteúdo apenas verbalmente. Ao publicar seus slides em plataformas online, vários tipos de pessoas poderão acessá-los, e o texto alternativo fará com que elas entendam o conteúdo das imagens.
  1. Fique atento ao formato em que você irá salvar seu slides, ferramentas assistivas não reconhecem PDF. Prefira salvá-los em HTML e RTF (Rich Text Format).
  1. Mande o seu material com antecedência para intérpretes de Libras e áudio descritores, assim eles podem se preparar para as palestras, ainda mais quando elas trazem termos técnicos.

 

Na hora de se preparar para sua palestra, não se esqueça de adicionar esses itens a sua lista! Um tempinho a mais que você dedicar pode fazer uma diferença enorme na experiência de quem estará te assistindo. No começo pode até parecer complicado, mas com o tempo você pega o jeito. Então, quando você se der conta, vai estar tendo atitudes acessíveis sem perceber!

*Texto baseado nos artigos da incrível Talita Pagani:

Compartilhe esse post!


Rating: 5.0. From 2 votes.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *