5 fatos que você deveria saber sobre a comunidade surda

5 fatos que você deveria saber sobre a comunidade surda

As nossas diferenças são a nossa força enquanto espécie e enquanto comunidade mundial.

– Nelson Mandela

 

Somos todos diferentes e o mundo fica melhor quando as pessoas entendem as outras em suas diferenças, mas isso é difícil. Aceitar o outro requer conhecimento sobre sua condição e realidade e a gente precisa de empatia pra entender como os outros se sentem. Com a comunidade surda é igual: quanto mais sabemos sobre nossos amigos surdos, mais fazemos da nossa comunidade mais inclusiva e justa 🙂

Então, para você já ter um primeiro contato, aí vão 5 fatos sobre a comunidade surda que você deveria saber:

 

Imagem retangular na horizontal, com fundo laranja. No canto esquerdo o Hugo faz o sinal de I Love You em Libras. Ao seu lado direito lê-se em branco: "Conte com o Hugo quando o assunto for Libras. Baixe o aplicativo da Hand Talk!" ao lado do texto, de cima para baixo, há dois botões retangulares pretos de bordas arredondadas, um da app store e outro do Google Play

 

A Libras é uma língua oficial do Brasil

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é língua oficial do Brasil desde 2002 e, de acordo com a lei, possui o mesmo status que o português. É uma língua completa (e não linguagem), com estrutura gramatical própria. Na Libras, por exemplo, não existem tempos verbais ou artigos – a organização das informações é totalmente diferente do português. Não só os sinais são importantes, mas também as expressões faciais e corporais. Dependendo do sinal, ele pode ser igual nas mãos, mas com uma expressão diferente, ele pode mudar todo o sentido de uma frase.

Cerca de 80% dos surdos do mundo são analfabetos

De acordo com a WFD (Federação Mundial dos Surdos, na sigla em inglês), 80% dos surdos de todo o mundo têm baixa escolaridade e problemas de alfabetização. E no Brasil a situação não é diferente, já que a grande maioria dos surdos não tem uma boa compreensão do português, ou seja, não entendem ou têm dificuldades para ler e escrever. Por conta disso isso, eles dependem exclusivamente da língua de sinais para se comunicar e obter informação. A dificuldade de aprendizado da língua portuguesa escrita pode estar ligada a diversos fatores, como a impossibilidade de aprender através da fonética e som, a aquisição de linguagem tardia, ou mesmo, a diferença da estrutura gramatical da Libras e do português.

A língua de sinais não é universal

Como qualquer outra língua, cada local tem seu desenvolvimento próprio. Por exemplo, nos Estados Unidos a língua de sinais utilizada é a American Sign Language (ASL) e em Portugal é Língua Gestual Portuguesa (LGP), ambas são diferentes da Libras. As línguas de sinais têm direito inclusive a regionalismos, assim como temos aipim, macaxeira e mandioca, também há sinais diferentes para a mesma palavra dentro do mesmo país.

Nesse infográfico que a gente fez você encontra mais curiosidades sobre as Línguas de Sinais no mundo!

Surdo-mudo é um termo incorreto

O termo surdo-mudo é incorreto e nunca deve ser usado. A pessoa ser deficiente auditiva não significa que ela seja muda. A mudez é uma outra deficiência e é raro ver as duas acontecendo ao mesmo tempo. A realidade é que muitos surdos, por não ouvir, acabam não desenvolvendo a fala.

Acessibilidade em Libras é obrigatória

Em janeiro desse ano entrou em vigor a Lei Brasileira de Inclusão (LBI). A lei promove mudanças significativas em diversas áreas como educação, saúde, mobilidade, trabalho, moradia e cultura. Uma das conquistas importantes é do acesso a informação, agora que os sites precisam estar acessíveis. Além disso, também é exigido que os serviços de empresas ou órgãos públicos ofereçam acessibilidade para as pessoas com deficiência.

 

Banner com fundo verde água. No canto esquerdo há uma tela de computador com a tela de Libras (Língua Brasileira de Sinais) aberta, mostrando o Hugo, o intérprete virtual da Hand Talk. No centro lê-se "Torne seu site acessível em Libras com a Ajuda do Hugo!" em branco. No canto direito há um botão retangular transparente e contornado de branco com o texto "Saiba mais" em maiúsculas no centro

 

Muito bacana conhecer melhor a comunidade surda, né? Um mundo mais tolerante é feito de pessoas interessadas e empáticas.

Se você se interessou pelo tema, não deixe de baixar o app gratuito da Hand Talk! ‘Bora aprender os primeiros sinais em Libras e fazer com que a Língua chegue a cada vez mais pessoas?! 🙂

E se quiser, esse texto já ganhou uma sequência: 5 coisas sobre a comunidade surda que você não sabia – Parte II (clique para ler)!

Texto escrito por Pedro Branco

Compartilhe esse post!



12 thoughts on “5 fatos que você deveria saber sobre a comunidade surda”

  • 1
    Sergio Riani on Responder

    Sou ouvinte e estudo libras. Utilizo muito o Hand talk. Fico muito desapontado com q quantidade de publicidade que tem e que preciso abrir e fechar para dar continuidade ao aplicativo e aos estudos. Preferiria, como acredito que muitos também, tivesse o App pago para não ter que passar por esse desconforto. Não que eu queira, mas acredito que de alguma forma ajudaria a permanência do App e melhoraria meus acessos sem interrupções.

  • 2
    Vitor Leal Bueno on Responder

    Favor corrigir o termo. LIBRAS não é a segunda lingua OFICIAL BRASILEIRA, ela é reconhecida como língua. o termo é errado, pois tras outro sentido. segue lei abaixo: O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1o É RECONHECIDA como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Libras e outros recursos de expressão a ela associados.

    Parágrafo único. Entende-se como Língua Brasileira de Sinais – Libras a forma de comunicação e expressão, em que o sistema lingüístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um sistema lingüístico de transmissão de idéias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil.

  • 3
    Cristina on Responder

    gostaria muito de aprender libras pois onde mororo tem pessoas c dificuldade de comunicação então existe algum lugar q oferece o curso gratuito?

    • 4
      Patrícia I Love LIBRAS on Responder

      Oi, qual a cidade que vc mora?
      Pq as prefeituras tem a obrigação de saber ou até mesmo ter essa informação.

  • 5
    ISABEL on Responder

    Também já utilizo o Hand talk.. Tem me ajudado bastante no curso básico de Libras que estou fazendo… A Língua Brasileira de Sinais é encantadora! Também já tive a oportunidade de conversar com um surdo, e foi uma experiência muito gratificante.
    Quero aprender ainda mais a língua e poder colaborar de alguma forma com a comunidade surda…

    • 6
      ISABEL on Responder

      Apesar do pouco conhecimento me sinto no dever de multiplicar o pouco que sei, quando, por exemplo, escuto as expressões Linguagem de Sinais ou surdo-mudo… E isso me dói nos nervos (rsrs) e então procuro sempre corrigir da melhor forma, para que mais pessoas conheçam os termos corretos.

  • 7
    Danielle vilarino on Responder

    Sou ouvinte e sempre tive o desejo de aprender libras .. Acho importante saber se comunicar e principalmente monstras para os deficiente auditivo que eu encontrar na vida eu possa mostrar meu carinho e ❤😍 afeto através da libras sem interprete

  • 8

    Sou ouvinte e estudo LIBRAS, não tenho nenhum parente ou amigo surdo, mas acredito que é necessário a todos o conhecimento da língua de sinais.
    Afinal, como poderemos falar de inclusão se não nos movermos para aprender a forma natural de comunicação do surdo?
    Já tenho o Hand Talk instalado no meu celular e tem me ajudado muito. Estou apenas iniciando meus estudos, mas meu objetivo é me tornar fluente e em algum momento conseguir me tornar intérprete, não para trabalhar como tal, mas para trabalhar melhor na inclusão.
    Tenho um canal no Youtube, frequento uma igreja assiduamente e participo de um clube de discussão sobre literatura: sonho com um dia poder interpretar os conteúdos desses círculos que me envolvo para que se torne acessível para os surdos…
    Acredito que todos devemos nos conscientizar das necessidades do próximo, mesmo que não sejam também as nossas necessidades…

    Com o perdão do comentário muito longo, mas gostaria de compartilhar a alegria que foi pra mim, há poucos dias atrás, encontrar uma moça surda na padaria e poder dar um “Oi! Tudo bem?” pra ela! Consegui me apresentar, e entender o que ela pediu para o atendente, foi simples, mas me senti muito feliz… A iniciativa de vocês ajudou muito a proporcionar esse momento 😀

  • 9
    Pedro Luis on Responder

    Sou ouvinte e estudo Libras, acho a necessidade de ter profissionais envolvidos, e com formação em Libras para melhorar o atendimento em todas as áreas.
    Minha área: Enfermagem.

    • 10

      Pedro, você está certíssimo! É muito bom saber que pessoas como você se engajam e lutam por um mundo mais inclusivo! 😀

  • 11
    N.H on Responder

    Sou ouvinte e estudo LIBRAS, amei o blog e certamente irei acompanhar todas as publicação. Os 5 fatos postados são importantes para o reconhecimento da comunidade surda, em uma conversa com um amigo, o mesmo me informou que tinha em seu trabalho um homem “devagar” que não captava direito os comandos e tudo tinha q repetir muitas vezes. Daí perguntei se o homem era PCD, ele respondeu que o rapaz usa uma “parada da orelha” (não sei se é o coclear ou o amplificador). Agora vou mostrar essa publicação e ele entenderá o colega e o ajudará. Obrigada!! <3

    • 12

      Ai Nadjanara! A gente fica feliz demais que o post ajudou tanto 😀 Fala pra ele começar a seguir o blog que vai ter muito mais informação bacana por aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *